sexta-feira, maio 28, 2010

5) Seja O Seu Melhor Motivador

Há vários tipos de problemas de motivação e cada um requer uma série diferente de estratégias. Primeiro vamos fazer um quiz para descobrir que problema de motivação você enfrenta. 

Pegue num papel para registar as suas respostas às seguintes 5 questões. Responda a cada uma das frases com "Verdadeiro" se achar que se aplica a si na maioria das vezes ou "Falso" se achar que não se aplica a si na maioria das vezes. De seguida, indique numa escala de 1-10, o quão grande é o papel que a frase tem nos seus problemas de motivação. Se achar que não tem qualquer importância, dê-lhe 1. Se achar que é de longe o factor mais importante nos seus problemas, dê-lhe 10.

1)Verdadeiro ou Falso: A minha motivação parece depender com o que a balança diz. Sinto-me motivada quando vejo resultados, mas muito desmotivada quando acontece o contrário. 

2)Verdadeiro ou Falso: Sinto que estou em constante batalha comigo própria. No meu estado "normal" como tudo o que gosto e sempre que quero, e/ou o meu corpo é atraído para o sofá. É muito difícil fazer aquilo que eu sei que preciso fazer.

3)Verdadeiro ou Falso:  Eu quero mesmo comer saudável e fazer exercício na maioria das vezes, mas não consigo resistir às tentações que enfrento na maioria dos dias.


4)Verdadeiro ou Falso:  Penso que seria muito melhor se tivesse mais controlo sobre a minha vida. Tenho tantas coisas para fazer que não consigo arranjar tempo para o exercício e refeições saudáveis no meio dia a dia tão frequentemente como quero.




5)Verdadeiro ou Falso: Eu consigo cumprir tudo muito bem durante umas horas (o dias ou semanas), mas quando tenho um momento mau entro em queda livre. Tudo o que vejo é o que fiz errado, e nada das coisas que fiz bem. Fico cheia de energia negativa, e só quero desistir.


Interpretar os Resultados: Identificar os Problemas e Soluções


Questão 1:

Se marcou esta frase como Verdadeira, e deu-lhe uma pontuação maior que 5, você está a apoiar.se muito em formas externas de motivação e precisa muito de desenvolver a motivação interna.


Não há nada de errado com a motivação externa - todos precisamos de ver um progresso concreto. Mas, como estes resultados externos são tão imprevisíveis no que toca à perda de peso, você também precisa de alguma motivação interna para ajuda-lo a continuar mesmo que a balança não esteja a colaborar com as suas expectativas. Aqui fica um simples exercício que você pode fazer para encontrar fontes de motivação interna que funcione para si:  




Imagine-se a viver num planeta onde as balanças e os espelhos nunca existiram, onde toda a gente veste roupas unisexo que servem a todos e que conseguem disfarçar completamente a sua aparência física. Não há nenhum peso e nenhuma altura "normal", e o seu médico nunca ouviu falar de Índice de Massa Corporal ou Relação Cintura/Anca. Como é que você irá decidir se o seu corpo está com o aspecto que você quer? Se você decidir que precisa fazer mudanças, como é que saberia que está a fazer progressos?


Por exemplo, pergunte-se como é que está a lidar com as tarefas diárias como baixar-se para apanhar alguma coisa, levantar-se da cadeira, ou estar de pé o dia todo. Se você carregar algum peso extra, irá começar a afectar a sua performance ou nível de conforto nestas actividades. Para facilitar as coisas, você pode decidir reduzir a sua ingestão de calorias para conseguir construir força para que estes movimentos se tornem mais fáceis. Estabeleça um objectivo concreto e palpável que o faça sentir-se melhor - como conseguir levantar-se da cadeira sem usar os braços - e estabeleça um programa de exercício físico que trabalhe os músculos e desenvolva a resistência. Meça o seu progresso ao reparar nas diferenças na sua habilidade para conseguir lidar com as tarefas do seu dia-a-dia.




Use o mesmo método se a sua condição física está a causar-lhe problemas de sentimentos ou níveis de energia. Lembre-se de uma altura em que sentiu muito bem e pergunte-se o que é estava a fazer para se sentir assim (não pense no peso que tinha!). Comece a fazer mais do que fazia nessa altura, o melhor que conseguir, e experimente com diferentes exercícios e comidas até que descubra as opções que a fazem sentir-se bem.




Ideia Principal: O peso não é o problema real, e perder peso não é a solução real. O problema é como você se sente e o que é que consegue fazer. A solução é fazer coisas que o façam sentir-se melhor (fisicamente e mentalmente) e melhorar as suas habilidades funcionais. Para descobrir o que precisa mudar, precisa de olhar para dentro de si e observar-se enquanto tenta fazer as diferentes coisas no seu dia-a-dia.



Questão 2:


Se respondeu Verdadeiro a esta frase e atribuiu-lhe mais de 5 pontos, você pode ter ideias erradas sobre o que significa motivação e como é tê-la.



Muitas pessoas pensam que "estar motivado" significa não ter que lutar contra as dificuldades. Não! Está na nossa natureza enquanto seres humanos perseguir tanto a gratificação dos nossos sentidos (comer aquilo que gostamos, quando queremos) como a gratificação psicológica de alcançar objectivos muito significantes (ser saudável, ser atraente, ser magra..).

Julgar que uma destas perseguições é superior a outra é negar metade daquilo que você é, e estar a estabelecer um conflito interno sem fim consigo mesmo - não é exactamente do que a motivação é feita, certo?

A sua motivação irá ser mais forte e consistente quando se conseguir concentrar em fazer escolhas conscientes sobre o que você pode fazer consistentemente para alcançar todas as suas necessidades e desejos.

Questões 3 e 4


Uma resposta verdadeira a ambas as questões a se atribuiu mais de 5 pontos indica que você pode estar a assumir que o seu comportamento é ditado por factores externos (as necessidades de outras pessoas ou o "apelo" de comidas saborosas), em vez de factores internos (os seus valores próprios e os seus processos de tomar decisões). É muito difícil, se não impossível, ficar motivado quando você acredita que não tem poder de escolha sobre o que fazer ou como controlar os seus sentimentos e desejos.



Uma coisa que pode fazer para começar a transformar estes pressupostos sobre quem ou o que está a controlar o seu comportamento e escolhas, tem que por o "eu no seu vocabulário - passo 1". Tenha mais atenção em como define os seus problemas e situações. Quando começar a usar frases começadas por "Eu" para descrever os seus problemas, você está automaticamente a reprogramar a sua mente para tentar encontrar maneiras de po-lo de em controlo do que você pensa, sente ou faz. 

Questão 5


Se respondeu Verdadeiro e atribui mais de 5 pontos, você provavelmente luta contra padrões muito fortes ou até uma overdose de perfeccionismo. Estes hábitos são mesmo assassinos de motivação. A perturbação emocional que eles provocam quando as coisas inevitavelmente não correm tão perfeitas torna impossível ficar concentrado naquilo que realmente importa: o que é que pode aprender da sua pequena queda para conseguir melhorar na próxima vez? 

Infelizmente, apenas dizer a si mesmo para parar de ser tão perfeccionista e para começar a pensar raramente resolve o problema. Você precisa de aprender como é que este problema de desenvolve e como é que pode partir efectivamente o ciclo de pessimismo e derrota.



Bem, estive a fazer o quiz e eu sou uma 1 e 5. Ou seja uma verdadeira perfeccionista que vive para a balança..Ou pelo menos era até há 3 semanas atrás. Decidi que não pode ser assim, porque estava a impedir-me de aproveitar a vida e esta a consumir-me completamente com o meu problema de peso. Só por ter tirado isto de cima, fiquei muito mais leve..Sei que não estou ainda completamente livre dos meus bloqueios de motivação, mas posso com certeza dizer que estou pronta para melhorar a cada dia que passa.. E vocês? Quais os problemas que os impedem de ter a motivação necessária? 

Artigos Relacionados

2 comentários:

Erase Pounds disse...

Quase todos os referidos! Se a balança me mostra um valor mais elevado do que o esperado, fico desmotivada. Não tenho a motivação interna e eu bem queria viver num planeta sem balanças nem espelhos :-)) Também me sinto pronta para melhorar um pouco a cada dia. Hoje portei-me muito bem na alimentação. Beijinhos bom fim de semana e permaneçamos fortes mentalmente. Os resultados aparecem se formos consistentes e constantes.

28 de maio de 2010 às 14:15
Lau! disse...

Muito legal esses passos!
Dá pra parar e pensar em muita coisa que a gente faz, né?!
Beijo ;)

28 de maio de 2010 às 21:57

Enviar um comentário