sexta-feira, maio 21, 2010

1) Ponha "Eu" no seu Vocabulário...

Acreditaria se lhe dissessem que saber a resposta a uma simples pergunta poderia aumentar as suas hipóteses de sucesso na perda de peso para 100% Bem, é verdade. Aqui está a questão:

Qual dos seguintes é o factor mais importante para o sucesso no emagrecimento a longo prazo?

A. Contar Calorias;
B. Exercício Regular;
C. Começar as suas frases com o pronome "Eu";
D. Ambas A e B;

A resposta correcta a esta pergunta é: C -  Começar as suas frases com o pronome "Eu";

E porquê?

Você já sabe que para perder peso tem que comer menos calorias e queimar mais através do exercício. Mas se saber isto fosse suficiente, já não teria peso para perder e já não estaria a ler isto. Há uma grande diferença em saber o  que fazer, e saber como fazê-lo. As pessoas que tem sucesso em fazer o que precisa de ser feito, são pessoas que controlam a arte de se defender dos problemas e  de escolher as soluções eficazes.
Você pode dominar esta arte ao começar as suas frases com: "Eu". Como funciona...Se você tiver uma dificuldade persistente em fazer exercício como precisaria de fazer, por exemplo, você provavelmente não descreve este problema a si mesmo com pensamento que comecem por "Eu". Você pode dizer-se a si mesmo que o seu trabalho ou as responsabilidades familiares não lhe deixam energia para o exercício; Que o ginásio é muito longe e que não têm dinheiro para equipamento de ginásio; ou que o seu corpo é tão grande ou tão fora de forma que você não consegue fazer o exercício suficiente para se ver diferenças.

Este pensamento de vitima não a levará a lado nenhum!

O que é que aconteceria se você começasse a pensar acerca destes problemas mas começando com um "Eu"? Quando diz para si, "Eu tornei o meu trabalho e a família prioridades, e Eu não pus o exercício na minha lista de prioridades," você está a definir o problema com muito mais rigor. Você traz também a única solução realística para o seu problema . A solução, claro, é conseguir incluir o exercício na sua lista de prioridades para lhe conseguir dar a mesma quantidade de esforço e atenção que as restantes responsabilidades da sua vida. Isto é algo que você pode fazer e fazê-lo vai ajuda-lo a perceber e a recuperar a responsabilidade pelas suas próprias decisões e consequências. Esta responsabilidade é base necessária para o sucesso ser construído. A não ser que você tire o tempo para criar esta base por si mesmo, as suas hipóteses de ter sucesso no emagrecimento permanente não são boas. Isto não significa, claro, que ao começar as sua frase com "Eu" vai fazer com que os seus problemas desapareçam todos. Haverá com certeza dias que não irá conseguir seguir o seu plano. E, desde que saiba que é você que está a tomar essa decisão - não o trabalho, ou a família, ou a comida - você não terá com que se preocupar com "sair completamente do caminho certo". Você saberá que é apenas uma decisão, e que você pode fazer uma decisão diferente quando quiser. Isto pode mesmo ajuda-lo a tirar muito stress de situações difíceis, porque é normalmente o sentimento de não se sentir em controlo que realmente põe o stress "a fluir" pelo corpo. A chave de estar e controlo é dizer: "Eu".

Practicar todos os dias:

Se você é como a maioria das pessoas, provavelmente não usa muitos "eus", especialmente quando toca à dieta e exercício. Pode levar algum tempo e pratica antes de isto se tornar natural para si. Isto é o que pode fazer:

Sempre que se aperceber de um problema persistente em algum aspecto do seu programa de perda de peso - quer seja relacionado com a alimentação, exercício ou motivação - tente definir o problema escrevendo. O que é que você está (ou não) a fazer especificamente que precisa de mudar? Porque é que pensa que isso continua a acontecer? Quais são os maiores "gatilhos" ou causas desse problema? Escreva isto sem pensar ou se preocupar com estar certo ou errado. Apenas escreva seja o que for que venha a si quando estiver a pensar no problema, e não se preocupe em encontrar um solução nesta altura.
  Depois, olhe para o que escreveu e que linguagem usou. As suas palavras soam a que você está em controlo ou que alguém o controla a si? Volte a ler o que escreveu e mude todos os verbos passivos para activos ("Os meus almoços são escolhidos pelo meu marido" torna-se "Eu deixei o meu marido escolher os meus almoços") e substitua qualquer força externa por "Eu" ("Hoje estava muito frio para andar lá fora" torna-se "Eu decidi que hoje não queria andar ao frio"). Uma vez que faça isto, leia tudo de novo e veja que soluções lhe vêm à cabeça.

Use este processo sempre que tenha feito alguma coisa que desejaria não ter feito. Descreva o que aconteceu e porque aconteceu, e aí ponha as suas palavras "ao microscópio" como visto anteriormente.

Tente fazer isto todos os dias, ou sempre que está a ter um problema. Não demorará muito tempo para você começar a pensar automaticamente em "frases com eu", e as suas probabilidades de evitar problemas e encontrar boas soluções irão crescer drasticamente. 





Peço desculpa pela minha ausência mas tive 2 dias muito atarefados. Ontem fui finalmente à consulta de fitness e finalmente já tenho o meu plano diário personalizado. A partir de hoje não há desculpas para não fazer exercício físico..

Ahh, é verdades..O que acham do passo 1? Costumam assumir a responsabilidade pelos vossos actos ou usam outras coisas como desculpa pelos vossos problemas? 

Eu admito que usei muitas vezes desculpas para comer e não fazer exercício físico: a escola, o stress, a medicamentação, a família, os amigos, etc..Nunca consegui dizer "Eu decido comer!", "Eu decidi não fazer exercício"..Mas isso vai mudar..A partir de agora eu é que decido o que fazer da minha vida..

Artigos Relacionados

2 comentários:

Cris disse...

Tens toda a razão Mii, temos de ser nós a assumirmos as culpas, e não arranjar desculpas em nada, nem ninguem para os nossos fracassos.
Como eu costumo dizer está tudo na nossa mão, só temos é de saber escolher.

Espero que a tua R.A esteja a correr muito bem.

Beijokas e bom fds

21 de maio de 2010 às 07:09
boneca de porcelana disse...

Sem dúvida que assumo que a maior sabotadora sou eu própria!!! Arranjo desculpas para tudo e mais alguma coisa lol Adorei o passo 1!Agora vou ler o passo 2 =)

24 de maio de 2010 às 03:08

Enviar um comentário